Entidades também são contra informar comissão nas apólices

Uma resolução da Comissão Nacional de Seguros Privados (CNSP), a 382/20, torna obrigatória a informação ao segurado do valor da comissão de corretagem, a partir de 1º de julho.

Para o Presidente do Sincor-PR, Wilsinho Pereira, não se pode aceitar esse tipo de procedimento, que vem sendo impelido aos corretores de seguros há algum tempo. “O consumidor será prejudicado com essa determinação”., observa Wilsinho.

O Presidente da Fenacor, Armando Vergílio, concorda e diz que essa obrigatoriedade é “um absurdo”, que vai gerar conflito entre consumidores e corretores e a “autofagia” na categoria, com alguns profissionais aceitando qualquer percentual de comissão, ficando, assim, praticamente impossibilitado de poder oferecer um assessoramento qualificado para o segurado.

Posts recomendados