Fenacor tenta reverter efeito suspensivo da liminar obtida contra a Resolução 382

A Fenacor, com apoio dos Sincor’s, trabalha para reverter o efeito suspensivo da liminar obtida na semana passada, contra a Resolução 382, principalmente o item que obrigava os Corretores de Seguros informarem a comissão dos negócios nas apólices.

O desembargador federal do caso, Ricardo Perlingeiro, intimou a Fenacor a apresentar contrarrazões de seu pedido. A Federação já trabalha para atender à solicitação. “A busca de solução para este caso continua firme”, observa o Presidente do Sincor-PR, Wilsinho Pereira.

O Presidente destaca que a Fenacor e os Sincor’s trabalham intensamente nesta questão e que a liminar não foi cassada, mas suspensa.

O presidente da Fenacor, Armando Vergilio, informa, que é possível recorrer da decisão de um desembargador à turma do Tribunal Regional Federal da qual esse magistrado faz parte, para o julgamento do mérito da questão. “Estamos confiantes, até porque a decisão da juíza que nos concedeu a liminar foi muito bem fundamentada”, acentuou e voltou a alertar que a obrigatoriedade de informar o montante do ganho antes de fechar o negócio criará sérios problemas no relacionamento entre corretores, consumidores e seguradores. Ele assegurou que o grande prejudicado será o segurado.

Posts recentes