Jorge Nasser, da BVP, lota auditório na segunda edição do “Com a Palavra, o Presidente”

O Sincor-PR realizou, em parceria com o ISB, nesta quinta-feira, 14, a segunda edição deste ano do projeto “Com a Palavra, o Presidente”, que trouxe a Curitiba o Diretor-Presidente da Bradesco Vida e Previdência e Bradesco Capitalização, Jorge Nasser. Em razão da parceria, o evento ganhou o nome, nesta edição, de “Com a Palavra, o Presidente, na Quinta com Benefícios”. 

A abertura foi conduzida pelo Superintendente da BVP, Sul e SP, Anderson Mundim. O Presidente Wilsinho Pereira agradeceu em seu pronunciamento a participação dos corretores no evento, observando que é preciso cada vez mais se profissionalizar para fazer frente às mudanças. O VP do ISB, Carlos André Meyer Sabóia Cordeiro, destacou em seu pronunciamento que o Bradesco “tem uma equipe forte no Paraná e que está próxima dos corretores”.

Com o título “Seguro que tudo vai mudar”, Nasser destacou em sua palestra as grandes mudanças que o mundo vive hoje. E citou uma frase de Peter Drucker, considerado um dos magos da administração moderna, que a velocidade das mudanças e das descobertas ultrapassa nossa capacidade de nos mantermos atualizados”.

Nasser destacou que o mundo hoje convive com sete gerações diferentes e que cada uma é um consumidor em potencial, dentro das suas faixas etárias. “Hoje dizem que tudo é digital, mas não é bem assim. Há os que são e os que não são, e nós, seguradores e corretores, precisamos entender isso, para ofertar nossos produtos da maneira que eles se sintam bem e possam consumir”.

Segundo ele, 17% da população não possui nenhum tipo de seguro e só 17% também têm seguro de vida. E apenas 2% possuem plano de previdência privada. “Num momento que a média das aposentadorias do INSS são de R$ 1.700,00, existem inúmeras possibilidades de fazermos negócios”, diz.

Para ele, o corretor precisa deixar de ser um vendedor de seguro para se tornar um consultor/conselheiro do segurado. De acordo com Nasser, 23% dos consumidores têm corretor, 32% procuram um, 20% não querem ter e 24% fazem seguro com bancos. “Precisamos olhar isso, pois são indicativos de negócios, que podemos estar deixando passar”.

Na avaliação de Nasser, o que mais o toca , ao participar de encontros como esse, é a paixão e o comprometimento que vê em todos os envolvidos. “Os corretores de seguros são verdadeiros parceiros, dedicados a proteger vidas e bens, oferecendo tranquilidade em tempos incertos. Além disso, trabalhar em conjunto com entidades do setor e outras instituições é fundamental para fortalecer nossa indústria e garantir que nossas práticas estejam alinhadas com as necessidades em constante mudança dos nossos clientes”.

A BVP sorteou um Iphone 13 no evento. O ganhador foi o corretor Eberson Scalabrini. 

Você lê mais sobre este tema na próxima edição da revista Crescimento Seguro.

Posts recomendados